quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Moi et la musique.


FLEURS DU MAL

( Flores Do Mal )

É em você que eu continuo pensando?
Eu deveria me sentir como me sinto?
Eu venho pra saber que eu sinto falta do seu amor
Enquanto não estou sentindo sua falta
Corremos
Até se for
E as flores do mal
Não te deixarão ser
Você segura a chave pra uma porta aberta
Eu serei sempre livre?
As flores do mal desabrocham
Como as flores do mal
Demônios escuros da minha alma
Um amor fatal
Estive me esforçando para lutar
Como as flores do mal
As flores do mal de dentro
Um amor fatal
Toda minha vida por qual estive esperando
Neste perfume de dor
Para esquecer quando precisei de mais
Do eterno estribilho do amor
Vivemos
E oramos
Pelas flores do mal
Eu perdi meu caminho
O que está feito retornará de novo
Eu sempre serei livre?
As flores do mal desabrocham
Como as flores do mal
Demônios escuros da minha alma
Um amor fatal
Estive me esforçando para lutar
Como as flores do mal
As flores do mal de dentro
Um amor fatal

( Sarah Brightman ) :D

A pulse of rain.



E de repente, ela se pega perguntando como veio parar ali. É estranho quando se está no fim do caminho e de repente, se retorna a estaca zero. Ou menos um. Normal. Ninguém é muito estável todo tempo. A vida não é. Nada é. Por vezes, coisas simples despertam aquele monstro. Pequenas grandes coisas. E de repente, ela está ali de novo. É estranho retornar à esta parte do caminho. Especialmente com a super mente dela. Ela e sua mania de transformar um fósforo apagado, em incêndio. E queima. E arde. E dói. E dói. É o que acontece quando parte dela já não se faz parte dela. E de repente, ela se pega perguntando como veio parar ali. Outrora ela estava deitada serena e aquecida na sua cama, agora, estava ali. E estar ali só aumenta o desejo de voltar à serenidade..mas ela não consegue, não agora. Normal. Ela ainda é feita de carne e osso e sentimentos. E dói. E dói. Normal. É o que acontece quando ela percebe que seu coração está pulsando em um lugar muito distante que não seja dentro dela. É o que acontece quando se é ela. E nesse momento, tudo o que ela queria era uma cirurgia reparadora que o trouxesse de volta pra ela. E de repente, ela se pega perguntando como veio parar ali. Aliás, se pega perguntando inclusive o por que disso tudo aqui. Não há razão pra se sentir assim. Afinal, não precisamos enxergar nosso coração pra saber que ele pulsa, muito menos ver as estrelas todas as noites pra saber que elas existem. Elas existem. Ele existe. E pulsa. Seja como for. Pulsa. E de repente, ela se pega perguntando como veio parar ali. Na chuva. Até que parou de se importar com o motivo de tantos devaneios e apenas se molhou. Não importam os devaneios. Apenas a chuva. E soava até contraditório como aquela chuva fria a aquecia. E de repente, ali, ela estava serena. Na chuva. E naquele momento, nada mais agradável que molhar seus pés e suas dores. Nada mais agradável do que se dar conta que o seu coração estava ali. Na chuva. O seu coração estava na chuva. De um jeito ou de outro, ele pulsa. Ele pulsou na chuva. Ele pulsa. O seu coração estava na chuva. Ela estava na chuva. Eles pulsam.

( Thaís Tenório ) :D

"..um dia de chuva é tão belo como um dia de Sol. ambos existem, cada um como é.."

[ Fernando Pessoa ] :D

  • Palavra do dia: recaída.
PS: sem muitos ps's por hoje..beijos e beijos ;*


domingo, 22 de dezembro de 2013

Moi et la musique.



REDOMA

Hoje eu cansei de saudade
E vou mandar te trazer
Nem que precisem de mais de mil cavalos brancos
Pra te convencer
Nessa espera, eu te guardo
Numa redoma de cetim
Que eu teci enquanto cantava
Naquele dia em que eu te conheci
Se eu fosse um rei
Eu te dava abrigo no meu país
Mas eu não sou
Por isso segues como exilado
Sem saber de mim
Hoje não importa nem teu nome
Insisto em te afirmar
Que essa espera é só uma gota
Que só se faz transbordar
Se eu fosse quem você espera
Juro, faria-te um ser
Muito maior do que tu sonhas
Muito mais livre do que se possa crer

( Filipe Catto ) :D





Precoce.



Estou há duas horas numa festa "que talvez você dê uma passada". Pessoas falam comigo e eu concordo com um sorriso sem tônus, procurando sentido em dentes como se eu fosse de outro país. Decido ir embora. Estou cansada, estou com meu batimento cardíaco descompassado e bruto chicoteando a jugular. Meus olhos brilham tanto que o brilho escorre e escurece um pouco as olheiras. Você me deixa com cores menos humanas. Pago a conta, pego a bolsa e suspiro: talvez você dê uma passada. Olhar pra porta é como buscar um fiapo de proteína num planeta com pavês de chocolate. Decido que eu não preferia antes de te conhecer. Qualquer tormento é melhor do que bocejar. Bolas de calcanhares entediados presas a um pé de ferro. Só mais um pouco. Mais uns minutos. O táxi está na esquina. Você está na porta. Não fico feliz. Não quero te ver. Não gosto de você. Me lanço para os seus braços. Te conto que estou ossuda e seca de tanto sugar meus pensamentos. Você salgou minha carne, me deu sabor e agora fico me chupando até não sobrar nada. Mas sempre sobra. Você então começa a me rodopiar. Não pense e só dance, você diz. Acho impossivel que duas pessoas que se conhecem há pouco tempo e nunca frequentaram um desses cursos  de dança se encaixem tão bem. Mas isso é racional e não explica nada sobre o nosso abraço. A gente se encaixa muito bem. Um na caixa do outro e a gente  tentando parecer grande pra não asfixiar o comecinho do amor. O maior carinho do mundo é se alargar pro outro poder esticar as pernas. Fico com a sensação que sua orelha é do tamanho exato da metade da pele atrás do meu joelho. Que a palma da minhã mão tem o tamanho exato da parte da sua nuca que vi quando você vai embora. Que seu pé inteiro esquenta ou esfria minha batata da perna inteira. Fico com a sensação que se eu desmaiar, você pode apenas me somar a seu corpo e seguir vivendo por mim. Eu não queria acabar agora, então, por favor, me termine pra mim. Fico com a sensação que se eu me lançar dramaticamente para trás, com meus cabelos estapeando qualquer coisa esquecida, automaticamente brotarão mãos másculas da minha lombar. Suas mãos brotam da minha lombar. Não sinto você me segurando pela cintura. Nem sinto minha cintura segura pelas suas mãos. Sinto que suas mãos brotam de dentro da minha cintura. E então os pés que te trouxeram  ( e que sempre te levam tão rápido )  agora retiram magicamente minha cabeça da dança e substituem minhas ordens. Ser dirigida pelo seu chão é como ser libertada de uma jaula gigante e esmagadora. E eu consigo gostar de você apenas com as minhas células e elas, porque não  choram e nem sonham, se chacoalham quentes enquanto ignoram uma cabeça rolando pra longe. Quanta coisa linda  a gente  não nega pra sobreviver num mundo de robôs. De repente abro os olhos. A cabeça desperta aos poucos, apenas pra dar sentenças claras aos atropelos do peito. Eu penso que isso é gostar tanto de você. Penso que pra caber no diâmetro pequeno entre o ombro que você beija e o ombro que eu mesma toco, te laçando, tem que derramar um pouco. Eu sei que esse amor é um bebê recém nascido que, por medo e vergonha, já expeli mas seguro entre as pernas. Já tem unhas, mas depois os olhos mudam de cor. Não posso te oferecer, pelada e arregaçada, uma  vida tão pequena à base de líquidos, mas queria que você soubesse a batalha sangrenta que é sobrecarregar as delicadezas de fora com a violência de dentro.

( Tati Bernardi ) :D

"..tarde demais o conheci, por fim, cedo demais, sem conhecê-lo, amei-o.."

[ Shakespeare ] :D

  • Palavra do dia: ataque.
PS: como não conseguia escrever nada, postando algo que gostei..é isso..^^
PS do PS: coisas começam a surgir com a saudade..:c
PS do PS do PS: beijos e beijos ;*


sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Moi et la musique.



BOSCO

( Bosco )

Eu te amo mais do que qualquer homem
Mas alguma coisa está ficando no nosso caminho
Eu te faço mal porque eu posso, pela segunda vez hoje
Vítima vêm do acaso 
Mas você é uma vítima de qualquer forma
Presa dentro de uma circunstância, com sua confusão e sua culpa
E quando eu fico bêbado
Você me leva pra casa e me mantém a salvo do mal
Quando eu fico bêbado
Você me leva pra casa
Te peço outra segunda chance
Então, eu bebo até jogar tudo isso fora
E e fico agressivo quando você reage
Por amor, frustração e desânimo
Eu estava tão delicado quando começamos
Tão frágil quando eu falei o seu nome
Mas agora eu não sou nada
Além de um apaixonado
Para minha compulsão e minha vergonha
E quando eu fico bêbado
Você me leva pra casa e me mantém a salvo do mal
Quando eu fico bêbado
Você me leva pra casa
Você sabe que eu sou grato, eu aprecio
Mas, na verdade
É cruel a forma como eu te sugo a secar
Como eu te sugo 
Como eu te sugo a secar
Eu te amo mais que qualquer homem
Mas parece que coloco tudo isso a perder
Eu te faço mal porque eu posso
Como uma piada de mal gosto
Eu tenho duplicidade no meu comando
Então, eu continuo mentindo na sua cara
Então, eu fujo pro país das maravilhas
Desapareço sem deixar rastro
E quando eu fico bêbado
Você me leva pra casa e me mantém a salvo do mal
Quando eu fico bêbado
Você me leva pra casa
Você sabe que eu sou grato, eu aprecio
Mas, na verdade
É cruel a forma como eu te sugo a secar
Como eu te sugo 
Como eu te sugo a secar

( Placebo ) :D

Felicitações para alguém maior que o céu.



Como conseguir dizer ainda que te amo se o próprio amor já cansou de tanto saber disso? Difícil, mas eu te amo. De novo e de novo e sempre. É, eu te amo. Hoje eu acordei e o dia estava nublado, o seu dia. Hoje eu acordei e o céu estava nublado mas, ao contrário do senso comum, achei isso lindo. É o seu dia e é nublado. Achei isso lindo não só porque não fui feita pra dias muito ensolarados..mas achei lindo porque até o céu chora com a comemoração do nascimento de alguém mais bonito, iluminado, imenso que ele. Acho que o céu estava com inveja de você. Ou melhor, acho que ele quer ser como você. E é dificil desejar um feliz aniversário pra alguém que é maior que o céu, pra mim. Eu poderia escrever aqui uma daquelas 'bíblias' que tanto me apreciam fazer, sim, eu poderia, mas não irei. Aliás, acho até que já me estendi demais..afinal, o que eu sinto por você é maior que você mesma ( e olha, que tu é maior que o céu pra mim ), o que eu sinto por você não precisa nem de letra, fala, gesto, nada, só ele e ponto. E sim, eu te amo muito. Não vou dizer os velhos clichês de datas como as de hoje, nem dizer o quanto te admiro e torço por você, tudo isso já é dito toda vez que meu coração invisivel, salta pro seu colo quando a gente está perto e pula feliz olhando meus olhos que brilham de afeto. Como conseguir dizer ainda que te amo se o próprio amor já cansou de tanto saber disso? É o seu aniversário e eu que te peço presente..te peço que se preserve assim, exatamente assim, esse pedacinho de céu maior que ele mesmo, essa luz em forma de gente que exala carisma a cada respirar. Te peço que se preserve assim e que possa me presentear com muitos anos mais em sua convivência, se preserve assim, fazendo o céu chorar querendo ser um pouquinho de você. E não se preocupa, grandes coisas acontecem para grandes pessoas ( e olha, que tu é maior que o céu ) e eu sei que você sabe do que estou falando. Como conseguir dizer ainda que te amo se o próprio amor já cansou de tanto saber disso? Só amando. E eu amo. Imensurável e eternamente. Não quero clichês de datas como as de hoje, mas aceito o velho clichê de te colocar um trecho 'teu' " come take my hand, I won't let you go, I'll be your friend, I'll love you so deeply (...) I'll love you until the end of time ". E eu vou te amar até o fim dos tempos. Eu te amo.

( Thaís Tenório ) :D

"..acredite no que você sente por dentro e dê aos seus sonhos, asas pra voar.."

[ Beyoncé ] :D

  • Palavra do dia: comemoração.
PS: Feliz aniversário, meu bem (F)
PS do PS: beijos e beijos ;*


quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Moi et la musique.


PIERROT, THE CLOWN

( Pierrot, O Palhaço )

Deixe-me sonhando na cama
Vejo você de volta aqui amanhã para o próximo round
Mantenha a cena na sua cabeça
Enquanto as feridas tornam-se amarelas
O inchaço diminui
E se alguma vez você estiver por perto
No centro ou nos subúrbios dessa cidade
Tenha a certeza de voltar
Eu estarei atolando em tristeza
De sobrancelhas franzidas
Como Pierrot, o palhaço
Vi você quebrando em torno da baía
Nunca vi você agir tão superficialmente
Ou parecer tão baço
Lembre de todas as coisas que você disse
Como suas promessas soaram vazias
Enquanto você me jogava no chão
E se alguma vez você estiver por perto
nas ruelas ou becos dessa cidade
Tenha a certeza de voltar
Eu estarei atolando em piedade
De sobrancelhas franzidas
Como Pierrot, o palhaço
Quando eu sonho
Eu sonho com seus lábios
Quando eu sonho
Eu sonho com seus beijos
Quando eu sonho
Eu sonho com seus punhos
Deixe-me sangrando na cama
Vejo você de volta aqui amanhã para o próximo round
Guarde a cena na sua cabeça
Enquanto as feridas amarelam
O inchaço diminui
E se alguma vez você estiver por perto
No centro ou nos subúrbios dessa cidade
Tenha a certeza de voltar
Eu estarei atolando em tristeza
De sobrancelhas franzidas
Como Pierrot, o palhaço

( Placebo ) :D

Sobre uma fábrica de sorrisos inesperada, amada.



E eu que nem sabia que aquela noite qualquer iria me trazer uma fábrica de fazer sorrisos. Pois é..nem sei explicar o quão fácil - difícil está sendo escrever esse texto hoje. Aliás, nem sei explicar ou colocar em números o tamanho do afeto que eu sinto por você, lulis. Me lembro como hoje a primeira vez que te vi e apesar de a priori não termos tido muito contato, tu é tão maravilhosa que até quem nem conhece direito quer te ver de novo e de novo..tu é como um ima, ima este que só me fez querer me aproximar mais de você porque no fundo, eu sabia, havia muito encanto ali naquela menina de camisa preta sentada na mesa de um certo apartamento que era namorada do menino que tava com um violão no mesmo apartamento e que eu também iria querer me aproximar mais e mais. E eu que nem sabia que aquela noite qualquer iria me trazer uma fábrica de sorrisos. Só sei que a gente foi se aproximando e a cada vez que isso acontecia eu notava ainda mais quão pessoa grande é você ainda que eu te chame de pessoinha e quanto de mim tinha em você e quanto em tantos outros momentos eu queria ser como você, nem que fosse um pouquinho, porque sim, talvez você nem saiba o quanto mas eu te admiro muito e sempre. E eu mais que ninguém sabia o quanto é dificil achar nos dias de hoje alguém que te ame, te aceite, te abrigue, te entenda assim, simplesmente por você ser você, alguém que te vê na tempestade e sai correndo pra pegar outro remo e te ajudar a enfrentar aquela situação e ainda rir disso. E eu que nem sabia que aquela noite qualquer iria me trazer uma fábrica de fazer sorrisos. A gente não se via sempre, não se falava sempre,não tínhamos muitas fotos, mas sempre havia amor, sempre havia nós. Sempre. E sempre vai haver. Tanta coisa em comum, tantos medos, planos, senso de humor, doçura, lealdade e  tanta coisa que só de começar a lembrar parece até irreal de tão bom que é..é saudável..é vida. E eu nem sei como agradecer tudo o que você já fez por mim mesmo sem saber. Você esteve comigo em momentos lindos mas especialmente nos momentos mais árduos, duros, cinzas..e quer saber? Você me trouxe sorrisos quando eu só pensava em lágrimas..você me trouxe atenção quando tantos nem se importavam..você me trouxe cor quando eu só enxergava o papel em branco..você me trouxe flores quando eu pisava em um terreno infértil..você me deu a mão quando eu achava que não tinha mais o que segurar..você me trouxe amizade quando tantos só queriam conveniência..você me trouxe você e eu sou eternamente grata por isso porque você, pra mim, é como uma fábrica de fazer sorrisos..porque tendo você por perto, impossivel não ser feliz, impossivel não sorrir. Nesse momento me passa um filme de tudo que a gente viveu, pode não ser tanto tempo como uma 'amizade de infância', porém, absolutamente, mais intensa, forte e profunda que qualquer uma dessas. Eu sei que sempre posso contar com você e você sabe que sempre pode contar comigo e a gente nem precisa dizer isso todo o tempo pra ter certeza. A gente apenas se tem. A gente é. Obrigada por cada palavra de ânimo, consolo, carinho..obrigada por cada temaki..cada lembrancinha..cada filme compartilhado..cada música da laninha..cada companhia..cada lesbian zebra facts..cada sorriso..cada lágrima enxugada..cada tentativa de me animar..cada mensagem de saudade..cada brincadeira..cada álcool..cada desabafo..cada gordice..cada abracinho..cada momento único que você me fez passar. Obrigada, do fundo do meu coração, obrigada. Você tá indo embora, uma nova etapa da sua vida e com cada pedacinho do meu ser gordinho te desejo toda sorte do mundo porque eu quero que você aproveite cada segundo e faça o melhor que puder, eu sei que vai. Quero você feliz seja na Hungria, Maceió ou sabe-se lá que lugar do mundo..em qualquer um, te quero feliz, te quero bem, porque você merece isso e muito mais, você merece até o que nem tem nome ainda. Tenha certeza que quando você voltar eu vou estar aqui, esperando ansiosamente como já estou a fazer, e pronta pra qualquer coisa nem que seja uma ida ao supermercado ou pegar um exame, qualquer coisa desde que com você. Sua companhia e amizade valem ouro pra mim, atá mais, porque você é tão maravilhosa que não tem nada, preço algum que consiga alcançar a grandeza de pessoa que você é mesmo que nem você enxergue isso. Obrigada por ter entrado na minha vida e ter ficado, comadrinha..espero que esse ano passe logo pra eu poder lhe dar outro abraço sem fim como o de hoje e chorar no seu ombro..sendo que dessa vez, de alegria por você estar de volta. Viva suas experiências, se entregue e volte pra continuar me fazendo sorrir. E quando em algum momento se sentir sozinha, lembre dessa pequena gordinha aqui que pode o mundo desabar, ela ainda vai dar um jeito de ficar de pé pra te receber e mostrar que amizades assim, que amor assim não morre e muito menos muda. Já tô morrendo de saudades..e claro que não poderia faltar algum trecho da nossa laninha.." I think I'll miss you forever, like the stars miss the sun in the morning skies "..é, assim eu fico por aqui, sentindo sua falta pra sempre mas ainda assim feliz, porque é melhor sentir saudades do que não ter mais você de jeito algum. Eu te amo muito viu? Esse texto não diz nem metade do que eu queria te dizer, mas é escrito com a alma. Obrigada por existir, obrigada por tudo e volta logo. E eu que nem sabia que aquela noite qualquer iria me trazer uma fábrica de fazer sorrisos. E eu que nem sabia que iria amar tanto você. Eu amo você.

( Thaís Tenório ) :D

"..a gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixa cativar.."

[ O Pequeno Príncipe ] :D

"..foi o tempo que dedicaste à tua rosa que a fez tão importante.."

[ O Pequeno Príncipe ] :D

  • Palavra do dia: saudade.
PS: eu definitivamente, odeio despedidas :'(
PS do PS: sem mais, beijos e beijos ;*


quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Moi et la musique.


NEVER LET ME GO

( Nunca Me Deixe Ir )

Segure-me em seus braços
Me ame como seus melhores amigos fizeram
Prometo que não vou machucar você, garoto
Me abrace bem apertado até as estrelas parecerem grandes
Nunca me deixe ir
Todo o mundo é nosso
Como dizem no Scarface, garoto
Você pode empurrar suas drogas e posso torná-las grandes
Cantando CB Jeebies com um show muito bom
Você nunca sabe
Porque, querido, nós nascemos pra viver rápido e morrer jovens
Nascidos para sermos ruins, nos divertir
Querido, você e eu podemos ser um
Basta acreditar
Se você realmente me ama, então não vá embora
É um jogo, garoto
Eu não quero jogar
Eu só quero ser sua
Como eu sempre digo
Nunca me deixe ir
Garoto, nós estamos em uma guerra mundial
Vamos percorrer todo o caminho
Coloque o pé no chão
Realmente a pé
Diga que precisa de mim mais e mais a cada dia
Nunca me deixe ir, apenas fique
Nós vamos longe
Eu já quase consigo provar isso, garoto
Los Angeles vai ficar muito bonita
Leve-me em seu carro até que o céu se torne grande
Nunca me deixe ir
Envie-me para as estrelas
Diga-me quando eu chegar lá, garoto
Eu posso ser sua Nancy, você pode ser meu Sid
Entrar em algumas confusões como os nossos pais fizeram
Eles nunca saberão
Porque, amor, nós nascemos para sermos ruins
Mova-se
Construídos para sermos rápidos
Continue forte
Querido, você e eu  e ninguém
Basta acreditar
Vamos
Se você realmente me ama, então não vá embora
É um jogo, garoto
Eu não quero jogar
Eu só quero ser sua
Como eu sempre digo
Nunca me deixe ir
Garoto, nós estamos em uma guerra mundial
Vamos percorrer todo o caminho
Coloque o pé no chão
Realmente a pé
Diga que precisa de mim mais e mais a cada dia
Nunca me deixe ir, apenas fique
Eu me lembro quando te vi pela primeira vez
Você estava rindo
Brilhando como uma moeda nova
Eu cheguei em você
" Olá, você pode ser meu? "
Você pode ser meu?
Você pode ser meu?
Se você realmente me ama, então não vá embora
É um jogo, garoto
Eu não quero jogar
Eu só quero ser sua
Como eu sempre digo
Nunca me deixe ir
Amor, é uma vida doce
Cante-a como uma canção
É uma viagem curta
Tendo apenas aquele que pode contar com meu amor mais do que ninguém
Nunca me deixe ir
Se você realmente me ama, então não vá embora
É um jogo, garoto
Eu não quero jogar
Eu só quero ser sua
Como eu sempre digo
Nunca me deixe ir
Garoto, nós estamos em uma guerra mundial
Vamos percorrer todo o caminho
Coloque o pé no chão
Realmente a pé
Diga que precisa de mim mais e mais a cada dia
Nunca me deixe ir, apenas fique

( Lana Del Rey ) :D

De um vento gélido e um casaco.


É como se um vento gélido ultrapassasse seu casaco. Uma sensação de pseudo-proteção. Parece que nada pode ficar cem por cento certo. Nunca. Ok, isso acontece com milhares de pessoas todos os dias, mas às vezes, pra ela, é dificil lidar, é difícil vestir um casaco de gelo. É dificil vestir um casaco de gelo que costumava aquecer. E ela não esperava que chegasse a esse ponto de quase congelar. Não sabia como definir-se no sentido coragem e segurança..no fim das contas, se considerava um meio termo, um inacabado que terminaria num 'mais ou menos'..mais ou menos corajosa, mais ou menos segura. Mais ou menos. É como se um vento gélido ultrapassasse seu casaco. E era dificil respirar com todo aquele gelo penetrando seu corpo como facas afiadas que aos poucos, destruia cada órgão que havia dentro dela. Dói. Incomoda. Dói. E ainda assim ela tenta respirar. É..talvez ela fosse mais corajosa do que pensava..talvez a dor estivesse ali por algum motivo..sempre há. É uma luta! E parece não ter acordo..quem dera as farpas parassem de entrar, quem dera ela as fizesse parar. E enquanto nenhum lado articula seu próximo movimento, fica-se assim. É uma luta! E é difícil respirar. É como se um vento gélido ultrapassasse seu casaco. Trocá-lo? Fora de cogitação, era seu preferido, apesar dos pesares, no fundo, ela sabia, um dia ele volta a me aquecer de novo, já passamos por alguns invernos em pleno verão. Já passamos. Passo. Talvez o mais dificil não fosse estar quase congelada ainda que vestida, talvez o mais dificil fosse encarar aquela árvore no quintal, outrora viva e frondosa..aos poucos, perdendo suas forças. Mas e quem disse que ela não aprecia árvores secas? O problema, é que essa é diferente. O problema é o problema. É como se um vento gélido ultrapassasse seu casaco. E é dificil vestir um casaco de gelo que costumava aquecer. Enquanto isso, ela se despiu. Antes nada do que tudo, fazia parte do seu extremismo nem sempre bom. E enquanto isso, o casaco está no chão. E enquanto isso algo muda lentamente. O Sol nasceu. Quem sabe o gelo comece a derreter, devagar, mas derreta. Devagar. Vai dar. E o Sol nasceu. Parou de ventar.

( Thaís Tenório ) :D

"..assim como o Sol derrete o gelo, a gentileza evapora  mal entendidos, desconfiança e hostilidade.."

[ Albert Schweitzer ] :D

"..por detrás da máscara de gelo que as pessoas usam, existe um coração de fogo.."

[ Paulo Coelho ] :D

  • Palavra do dia: devagar.
PS: ok, texto péssimo mas foi o que saiu :x
PS do PS: beijos e beijos ;*


segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Moi et la musique.


MY OBSESSION

( Minha Obsessão )

Se você quer que eu escute, sussurre
Se você quer que eu corra, apenas ande
Escreva seu nome em renda e couro
Eu consigo te ouvir
Você não precisa falar
Vamos cometer mil erros
Porque nós nunca iremos aprender
Você é minha obsessão
Meu fetiche
Minha religião
Minha confusão
Minha confissão
A única que eu quero esta noite
Você é minha obsessão
A questão e a conclusão
Você é, você é, você é
Meu fetiche, você é
Você pode me beijar com sua tortura
Me amarre em correntes de ouro
Deixe-me começar descoberto
Errado ou certo
É tudo uma brincadeira
Deixem-nos cometer mil erros
Porque nós nunca iremos aprender
Você é minha obsessão
Meu fetiche
Minha religião
Minha confusão
Minha confissão
A única que eu quero esta noite
Você é minha obsessão
A questão e a conclusão
Você é, você é, você é
Meu fetiche, você é
Venha até mim a noite
Você é minha obsessão
Meu fetiche
Minha religião
Minha confusão
Minha confissão
A única que eu quero esta noite
Você é minha obsessão
A questão e a conclusão
Você é, você é, você é
Meu fetiche, você é

( Cinema Bizarre ) :D

Sobre o literato e ser feliz.



Costumam dizer que é mais fácil ser literato quando triste. Talvez. Ela costumava pensar o mesmo. E nesse instante, ela se dá conta que continua, de certa forma, escrevendo porém, não está triste. Isso vale sorrisos. Isso é algo quase inédito. Isso é algo digno de aplausos. Costumam dizer que é mais fácil ser literato quando triste. Talvez. Talvez porque não seja tão simples assim transformar em códigos todo o calor e euforia que advém de um sorriso, do bom..talvez porque não seja tão simples assim descrever tamanha felicidade..talvez porque não seja tão simples assim descrever você. Costumam dizer que é mais fácil ser literato quando triste. Talvez. Talvez porque a tristeza é algo tão triste que você não quer ser sozinho..você precisa dividir, expor, jogar na lata, fazer valer a dor, gritar essa dor em palavras numa esperança que algum alívio apareça e tá, até que aparece mesmo mas é algo que por vezes, a gente sequer queria ver, sentir, ter consciência da existência. Já a felicidade não. A felicidade é algo que te deixa numa faca de dois gumes: um onde você quer espalhar através do vento o quão feliz se pode ser e estar, despertar esperanças alheias ou simplesmente aquilo te faz tão bem que chega a ser sublime e te faz querer ser egoísta, guardar aquela receita de felicidade só pra você, sem divisões, e se essa receita tem nome e sobrenome, torna esse egoísmo natural, consequência, fato consumado. É, talvez seja mesmo difícil escrever quando feliz. Contudo, ela estava surpresa. Quase que pela primeira vez, em anos nessa vida entre palavras, que ela se sente confortável, inspirada e agraciada por escrever sem ser triste. É tanto que ela nem para muito pra divagar sobre a origem de tamanha novidade no seu repertório descritivo sensitivo, ainda que ela saiba exatamente de onde vem. Costumam dizer que é mais fácil ser literato quando triste. Talvez. Porém, hoje ela apenas agradece por poder se dar a esse luxo de ser, ao mesmo tempo, escritora e vivenciadora dessa alegria, que ainda que não se exponha o nome e sobrenome, tem seus códigos escritos de cor em cada pedacinho do seu ser. Ela apenas agradece por poder se dar a esse luxo de ver, sentir, escrever e ter. Você. Costumam dizer que é mais fácil ser literato quando triste. Talvez. Ou talvez apenas seja fácil demais ser feliz.

( Thaís Tenório ) :D

"..já que se há de escrever, que pelo menos não se esmaguem com palavras as entrelinhas.."

[ Clarice Lispector ] :D

  • Palavra do dia: contentamento.
PS: beijos e beijos ;*


quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Moi et la musique.



SAVE ME

( Você Me Salvou )

Nas manhãs
Eu ficava ansioso
Era melhor continuar deitado na cama
Não queria falhar comigo mesmo novamente
Atravessando todas as opções
E terminações
Todas elas estavam passando por mim
Mas eu não conseguia escolher uma para começar
E eu não conseguia amar
Porque eu não conseguia amar a mim mesmo
Nunca era bom o bastante, não
Isso era tudo o que eu tinha pra dizer a mim mesmo
E eu não estava bem
Mas eu não conseguia evitar
Eu estava desistindo de viver
De manhã
Você estava saindo
Viajando para o sul novamente
E você dizia não estar despreparada
E todos os becos sem saída
E desilusões
Foram desaparecendo da tua memória
Pronta pra acabar com essa vida solitária
E você me deu amor
Quando eu não conseguia amar a mim mesmo
E você me fez mudar
O modo como eu me via
E você foi paciente, amor
E me ajudou a me ajudar
E me salvou
Você me salvou

( Gotye ) :D

O balanço de um respirar ou da falta de ar.



Poucas eram as coisas que já a tinham deixado sem ar. Poucas mesmo. A graça da coisa? Ultimamente ela tem vivido como se seus pulmões estivessem se despedindo do seu corpo e acredite, não, isso não era algo ruim. Longe disso. Pela primeira vez a falta de ar era confortável, prazerosa. E a cada dia ela se surpreende mais com este fato. Não é pra menos, afinal, as únicas vezes em que isso ocorrera os motivos eram o medo de algum lugar muito alto ou um banho muito gelado num inverno intenso..por algum ato de violência urbana ou até mesmo um pesadelo profundo. Falta de ar era sinônimo de aflição, angústia, terror, medo. Poucas eram as coisas que já a tinham deixado sem ar. Poucas mesmo. Mas cada vez que ela prevê seus passos antes mesmo que você os dê, lhe falta o ar. Cada vez que o telefone chama e ela vê uma certa foto, lhe falta o ar. Quando o dia amanhece ou quando nem se dorme direito dividindo afazeres à distância, lhe falta o ar. Quando a semana acaba, lhe falta o ar. A sonoridade de um certo nome, lhe falta o ar. Ao lembrar de tamanha leveza, beleza, lhe falta o ar. Aquelas carícias, lhe falta o ar. Sonhar o sonho que não é mais sonho, lhe falta o ar. Observar o sono, lhe falta o ar.  E olha, poucas eram as coisas que já a tinham deixado sem ar. Poucas mesmo. E logo ela que tinha medo de altura, se via distante do chão, num balançar que varia entre compassos de saudades e felicidade. Ela balança, no alto, e pela primeira vez, não temia, aliás, parecia até que nasceu pra ser pássaro, pássaro este que voa no teu céu, brinca com tuas nuvens, se banha na tua chuva, enamora teu Sol, conversa com tuas estrelas, admira tuas cores, aceita teus céus. E ela voa, satisfeita, ousando mais a cada voo, ficando sem ar. Ficando sem ar e feliz por isso, também pudera! Poucas eram as coisas que já a tinham deixado sem ar. E poucas eram as coisas que valiam o risco do balançar. E ela balança. No alto. Forte. Sem medo de cair, afinal, pássaro nasceu pro céu, céu acolhe pássaro, teu céu, meu pássaro, enlaço

( Thaís Tenório ) :D

"..se o meu lar for onde houver tua respiração, vou morar na tua voz, ao menos até o final dessa canção.."

[ Visconde ] :D

  • Palavra do dia: voar.
PS: beijos e beijos ;*


segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Moi et la musique.


THE GHOST WOMAN AND THE HUNTER

( A Mulher Fantasma e o Caçador )

Olhando para o Sol
Nenhum raio sobre mim
Te chamo para meus braços
Abraço é irreal
Você está indo
Nós nunca estaremos separados
Apenas drene minhas lágrimas
Eu choro alto
Você está indo
Você nunca estará separado
De todas as minhas lágrimas
Eu choro..alto
Visitando seus pecados
Você está aqui em meus sonhos
Um lugar deserto, não estou só
Você realmente quer ser minha pessoa?
Você está indo
Nós nunca estaremos separados
Apenas drene minhas lágrimas
Eu choro alto
Você está indo
Você nunca estará separado
De todas as minhas lágrimas
Eu choro..alto

( Lacuna Coil ) :D


About a new kind of universe.



E ela que achava que era tão difícil alcançar as estrelas. Sempre que a noite caia e ela observava o céu, desejava ter o poder de capturar estrelas. Por muito tempo ela pensava e repensava maneiras que a ajudassem a realizar uma vontade que provavelmente, nunca sairia do mundo das ideias. Muitos planejamentos, ferramentas, erros, pseudo ajudas..e elas, as estrelas, pareciam ainda mais distantes do que já o são, de fato. E ela que achava que era tão difícil alcançar as estrelas. O tempo passa, os sonhos, não. O tempo passa e da mesma forma que nos arranca os ponteiros de forma brusca e impiedosa, nos devolve um novo som de tic tac, novos ponteiros, novas horas, novos tempos. O tempo passa e logo ela que antes podia achar que não passava de um clichê tolo, se pegava dizendo ' o tempo sabe a hora certa de chegar e fazer as coisas acontecerem'. E olha, ele sabe mesmo. Pois em uma noite qualquer, de um mês qualquer, sem qualquer expectativas, um forasteiro lhe apareceu, e com aquele olhar penetrante que ao mesmo tempo atiça e acalenta, com aquele toque que ao mesmo tempo arrepia e aquece, com aquela voz que ao mesmo tempo te inspira e ao mesmo tempo te cala, te deixa sem palavras..com aquela presença que ao mesmo tempo te traz a sensação gostosa de um inverno bem agasalhado e um perfume de primavera, com aquele ser que ao mesmo te tira tudo e te dar tudo, realmente, fez o tempo certo chegar na hora certa. E foi através dele que tudo mudou. O céu, parecia ter caído aos seus pés e ela parecia viver em um universo paralelo extremamente fantástico e apaixonante. E foi através dele que tudo mudou. E ela que achava que era tão dificil alcançar as estrelas, tinha todas as constelações possíveis ao alcance das mãos, posto que quando as mãos dele tocava as dela, tudo virava luz. E ela que achava que era tão difícil alcançar as estrelas, tinha toda uma galáxia ao seu lado. Ele era um novo universo e ela fazia parte dele. E de repente tudo ficou tão perto. E de repente, eles eram o universo.

( Thaís Tenório ) :D

"..um sonho sonhado sozinho é um sonho. um sonho sonhado junto é realidade.."

[ Raul Seixas ] :D


  • Palavra do dia: encantamento.
PS: just happy :3
PS do PS: beijos e beijos ;*

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Moi et la musique.


WICKED GAME

O mundo estava queimando
Ninguém podia me salvar exceto você
É estranho o que o desejo
Faz as pessoas tolas fazerem
Eu nunca sonhei que conheceria alguém como você
E eu nunca sonhei que precisaria de alguém como você
Não, eu não quero me apaixonar
Esse mundo só partirá seu coração
Não, eu não quero me apaixonar
Por você
Esse mundo só partirá seu coração
Que jogo malvado pra se jogar
Pra me fazer sentir desse jeito
Que coisa malvada pra se fazer
Me deixar sonhar com você
Que coisa malvada pra se dizer
Você nunca se sentiu desse jeito
Que coisa malvada pra se fazer
Me fazer sonhar com você
Não, eu não quero me apaixonar
Esse mundo só partirá seu coração
Não, eu não quero me apaixonar
Por você
Esse mundo só partirá seu coração
O mundo estava queimando
Ninguém podia me salvar exceto você
É estranho o que o desejo
Faz as pessoas tolas fazerem
Não, e eu nunca sonhei que amaria alguém como você
Eu nunca sonhei que perderia alguém como você
Não, eu não quero me apaixonar
Esse mundo só partirá seu coração
Não, eu não quero me apaixonar
Por você
Esse mundo só partirá seu coração
Ninguém ama ninguém

( HIM / Chris Isaak ) :D

Um anjo, a luz, a escuridão e a salvação.


Pessoas geralmente buscam luz. Valorizam luz. E por vezes, não acreditam em anjos. Não, não há desmerecimento nisso, apenas me pergunto: que mal há na noite? É eu sei, não há mal algum com exceção daquela vontade absurda de te arrancar dos meus pensamentos e te trazer pra minha realidade, pro meu aconchego disfarçado de um edredon surrado e temperatura amena. Com exceção dos pequenos surtos psicóticos que a saudade me provoca, fazendo com que eu te veja em cada centímetro de todo lugar, com que eu te ouça todo tempo, te sinta aqui dentro e te mantenha preso nesse meu altar de primeiras, segundas e terceiras e infinitas intenções. Pessoas geralmente buscam luz. Confesso que sempre fui adepta das madrugadas. Sou uma pessoa noturna, é durante a noite que faço tudo melhor, preciso dela. E estava tudo tão claro por aqui que eu implorei pra que uma força maior pudesse me trazer a noite, logo eu que sempre ficava dúbia em relação à existência de anjos, me deparei com um. Pessoas geralmente buscam luz. E por vezes, não acreditam em anjos. Um anjo me apareceu e adivinha? Trouxe consigo uma noite encantadora, um misto de neblina e estrelas que me contagiara desde o princípio, me alimentou de forças e sentimentos até então esquecidos num baú de amargura, me trouxe a escuridão na luz. O que eu mais precisava. Pessoas geralmente buscam luz. Mas esquecem que nossos próprios olhos se adaptam à escuridão. Esquecem dos anjos. Desde que esse anjo apareceu nos meus dias, é como se eu carregasse o universo inteiro dentro de mim e nem sentisse o peso, eu flutuo. É como se aquela melodia tão perfeitamente tocada no piano nunca tivesse fim e se revigorasse a cada nota desenvolvida revigorando por consequência, meu ser. Me deixou ser. E é. Um anjo, pra mim. É como se cada sorriso arrancado pudesse me acrescentar cem anos a mais de vida, é como se os jardins da Babilônia fossem pequenos em meio à diversidade de flores que ele me traz com seus passos e carinhos, é como se eu pudesse sobreviver tranquilamente com o meu coração fora de mim desde que estivesse em suas mãos, é como se todo canto se encantasse com seu encanto, é como se o ano começasse agora, a vida é mais vida agora. Pessoas geralmente buscam luz. Eu busco a noite. Eu busco você. Não me interessa mais o usual, me interessa você. Não busco mais a luz, posto que tu já és a energia necessária pra me auxiliar a percorrer meus espaços de tempos, caminhos, momentos, fantasias. É como se a bendita frase daquela canção fizesse pleno sentido no momento e de fato, 'heaven is a place on earth with you'. Eu estava inquieta, eu estava na claridade que todo mundo me forçava a ficar, eu estava num limbo emocional, eu estava perdida na perdição de mim mesma, eu estava no claro, no fogo e isso me vem outro trecho de outra canção, afinal, as melhores coisas despertam fácil só de lembrar do som do seu nome..'the world was on fire, no one could save me but you'. Eu estava no fogo, e me veio um anjo, me trouxe a noite e as estrelas, me trouxe uma espécie de salvação..me veio um anjo e me salvou da eterna prisão de mim mesma e meus pensamentos doentis e desde esse dia, me sinto confortável, afinal, você é a escuridão que a minha luz precisava e ao mesmo tempo, é a luz que aquece minha escuridão. No mais, você é o anjo que eu encomendei nos meus sonhos latentes e me trouxe uma realidade que soa tão bem quanto um banho morno após um cigarro e uma taça de vinho suave. Logo eu que sempre fui tão dúbia quanto a felicidade, hoje, sou feliz. E o céu está estrelado. 

( Thaís Tenório ) :D

"..não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem das grandes ventanias soltas, pois, eu também sou o escuro da noite.."

[ Clarice Lispector ] :D

  • Palavra do dia: salvação.
PS: never let me go (F)
PS do PS: beijos e beijos ;*


terça-feira, 19 de novembro de 2013

Moi et la musique.


ONE FOR THE ROAD

( Uma Para a Estrada )

Uma para a estrada
Do fundo do seu coração
A zona de rebaixamento
Eu previ isso desde o inicio
O " shake, rattle and roll "
As rachaduras nas persianas pretas
Lançam padrões no teto
Mas você está se sentindo bem
Eu pensei que estava escuro lá fora
Eu pensei que estava escuro lá fora
Então, todos nós voltamos para sua casa
E você senta e conversa comigo no chão
Não há necessidade de me mostrar ao redor
Baby, eu sinto que já estive aqui antes
Fiquei me perguntando se mais tarde
Quando você disser a todos para irem embora
Você vai me dar uma bebida antes de eu partir?
Eu sabia que isso estaria nas cartas
Eu sabia que você não iria se abrir
Eu previ isso desde o inicio
O " shake, rattle and roll "
Então, todos nós voltamos para sua casa
E você senta e conversa comigo no chão
Não há necessidade de me mostrar ao redor
Baby, eu sinto que já estive aqui antes
Fiquei me perguntando se mais tarde
Quando você disser a todos para irem embora
Você vai me dar uma bebida antes de eu partir?
O drink te acerta
Não fique com aquela sensação de afogamento
Não desmorone
Algumas guitarras desafinadas
Trilha sonora do desastre
Uma para a estrada

( Arctic Monkeys ) :D



A quem interessar possa.


Abriu a janela exatamente no momento em que a garrafa com a mensagem passava, levada pelo vento. Pegou-a pelo gargalo e , sem tirar a rolha, examinou-a cuidadosamente. Não tinha endereço, não tinha remetente. Certamente, pensou, não era pra ele. Então, com toda delicadeza, devolveu-a ao vento.

( Marina Colasanti ) :D

"..não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito.."

[ Shakespeare ] :D 

  • Palavra do dia: passagem.
PS: pequeno conto retirado do livro da Marina " Contos de amor rasgados ", que por sinal, é muito maravilindo *-*
PS do PS: sem mais, beijos e beijos ;*


quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Moi et la musique.


A MENINA E O VULCÃO

Sou alguma coisa entre medo e explosão
Acho que de carregar algo como um furacão
Dentro de mim moram asas doidas pra me aventurar
Mas rodeiam sem descanso nesse meu jeito vulcão
Sou essa menina que tem medo de avião
Que chora sempre ao decolar mas cantarola pra nunca cair
Se canto baixinho é por medo de assustar
Já que grito no meu canto sempre antes de deitar
Que todos os dias sou barulho demais
Deixo pra quando eu cantar
Algum sossego só pra eu respirar
Que toda essa pressa que me acorda de manhã
Dentro aqui do meu compor 
Venha reduzir poeira em flor
Que toda essa briga que bagunça meu coração
Voe longe, voe alto a cada palco que me carregar
Só me desculpem se nem sempre eu sou canção
Sei que posso machucar 
É muito medo, muito furacão
Quem me dera ser suave assim com cada amor que em mim passar
Acho que é um pouco por isso que eu namoro sempre a solidão
É que sou alguma coisa entre medo e explosão
Já que grito no meu canto sempre antes de deitar
Que todos os dias sou barulho demais
E dentro ali do meu compor 
Eu venho reduzir poeira em flor

( Ana Larousse ) :D